quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Bolachinhas


Ingredientes:
- 300g de Farinha
- 200g de Manteiga
- 100g de Açúcar
- 1 Ovo
- Raspa de 1 limão

Preparação:
Misturar todos os ingredientes e amassar bem, formar uma bola com a massa e deixar repousar no frigorífico durante apróximadamente 45 minutos. Passado o tempo de repouso estica-se a massa numa superfície enfarinhada com a ajuda do rolo, cortam-se as bolachinhas na forma desejada, colocam-se num tabuleiro forrado com papel antiaderente e levam-se a cozer ao forno (200ºC) durante mais ou menos 15 minutos ou até estarem douradas.



Fiz estas bolachinhas para experimentar uns cortadores que comprei, a receita que utilizei foi a que vinha na embalagem dos ditos, ficaram excelentes!

12 comentários:

a Trofa tem cozinheira disse...

estao BEM LINDAS!! adorei o vermelho de fundo!!!! AMEI

disse...

quase que me deu um treco!
à primeira vista pareciam aquelas bolachinhas que têm um recheio vermelho... não sei se tás a ver de quais me refiro...
mas proto, não têm recheio mas parecem ser deliciosas de qualquer modo!
optimas para o natal que se aproxima!

Nuno Miguel disse...

Ficaram 5*****um beijo:))

Anónimo disse...

Até faz crescer água na boca .Essas bolachinhas devem estar deliciosas,não vejo o momento de as provar.Com um grande beijinho.
Cármen

Susana disse...

Olá paulinha obrigada pelo comentario aos gatinhos, já agora e aquela visita que disseste que nos ias fazer ah...como está tudo por aí, e com o teu pai?.
Beijinhos

Talita disse...

Que lindinhas! Amo bolachinhas assim!

Dri Viaro disse...

oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana
bjss

aguardo sua visita :)

Marina disse...

Que bolachinhas catitas!
Adoro fazer bolachas!

PS - Gostei muito do blog... Vou conhecer melhor.

Beijinho.

Susana disse...

Olá Paulinha quem escreve esta mensagem é a tua sempre amiga Lídia, espero que esteja tudo bem contigo, escrevo só para te desejar um BOM NATAL e um ANO NOVO cheio de coisas boas para ti e para toda a tua familia.
Beijinho com saudades. Lídia Costa

fénix renascida disse...

Tivesse eu mãos assim tão prendadas!!!

Mas o meu assunto é outro. Trata-se de saber a quem cabe a guarda dos filhos, em caso de separação: se à mãe (que é, regra geral, a sua figura primária ou de referência, por ser aquela que lhes presta praticamente todos os cuidados diários), se ao pai (que, regra geral, pode ser o que reúne melhores condições), ou se a ambos (estejam ou não de acordo, e independentemente de terem ou não uma boa relação).

Palavras sábias de um pai que ganhou, em tribunal, a custódia dos filhos: A tutela dos filhos é um empreendimento para a vida; não pode ser gerido por dois sócios que não se entendem. As pessoas não conseguem deixar de usar o seu poder para anular decisões e exercer pressões. É preferível que só um dos pais tenha a tutela, por muito que isso custe ao outro. A educação de uma criança não é passível de falhas.'

Ponhamos a mão na consciência: se a lei não permite que se separe as crianças de junto dos seus pais, mesmo que estes vivam em fracas condições, porque razão há-de um juíz atribuir a guarda ao progenitor que ofereça melhores condições? É este o superior interesse da criança?!

Urge reabilitar a maternidade, fazer com que as mães possam acompanhar mais de perto o desenvolvimento dos filhos!!!!

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2009N575

Marina disse...

Que é feito de ti?
Beijinhos.

Hazel disse...

Uau! Estas bolachas parecem peças decorativas, que giras!
Posso perguntar onde compraste as formas (sim, sou uma macaca de imitação...)?

Obrigada pelo comentário tão gentil, de coração. Trata-me por tu, por favor. Somos da mesma faixa etária, e eu dispenso formalidades.

Beijinhos!!